domingo, 19 de junho de 2011

Neo Farisaísmo: Idéia recente, discriminação antiga.

Derfinição:


Fariseu (do hebraico פרושים) é o nome dado a um grupo de judeus devotos à Torá, surgidos no século II a.C.. Opositores dos saduceus, criam uma Lei Oral, em conjunto com a Lei escrita, e foram os criadores da instituição da sinagoga. Com a destruição de Jerusalém em 70 d.C. e a queda do poder dos saduceus, cresceu sua influência dentro da comunidade judaica e se tornaram os precursores do judaísmo rabínico.A palavra Fariseu tem o significado de "separados", " a verdadeira comunidade de Israel", "santos".
Sua oposição ferrenha ao Cristianismo rendeu-lhes através dos tempos uma figura de fanáticos e hipócritas que apenas manipulam as leis para seu interesse. Esse comportamento deu origem à ofensa "fariseu", comumente dado às pessoas dentro e fora do Cristianismo, que são julgados como religiosos aparentes.
Fonte: Wikipedia.org

Em João cap. 8 versos 3 a 19, os fariseus tentam justificar suas práticas através da palavra de Deus ( as leis de Moisés) para condenarem a morte uma mulher pega em adultério, logo, Jesus em sua sabedoria passa a responsabilidade dos julgo da mulher a uma reflexão sobre a vida dos que se apóiam nas leis e na palavra para acusar as pessoas que não andam segundo os costumes.

É bom lembrar que naquela época o que dominava de fato eram as leis de Moisés, as decisões eram duras e as punições severas aos que desobedeciam, porém os fariseus faziam questão de apontar os erros das pessoas, e como sacerdotes fiéis as leis, faziam de tudo para que as fosse cumpridas.

Que fique claro que a palavra de Deus é para a orientação, reflexão e arrependimento para emfim chegarmos a salvação, Deus trouxe Jesus ao mundo para que a graça nos fosse dada, através da reflexão e perdão dos nosso pecados, e foi o que aconteceu com a mulher pega em ato de adultério, onde no versículo 10 e 11 está escrito:

10 E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?

11 E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais."
A graça e a misericórdia de Deus era chegada a todos pro meio do nosso Senhor Jesus, onde já não era mais preciso fazer sacrifícios ou pagar com a vida o seu pecado.

Quero chegar ao ponto simples O NEO FARISAÍSMO nada mais é que a volta dessas práticas em nosso templos e igrejas, onde as doutrinas feitas por homens são sobrepostas  a palavra de Deus, onde acusar, envergonhar e separar as pessoas por conta dos seus pecados, servem como "exemplo" a não ser seguido pelos os outros da mesma congregação. Em meu ponto de vista concordo no ponto a não sermos tolerantes a pecado que venham a envergonhar o evangelho, porém, escomungar as pessoas diante da igreja como os fariseus faziam, trás a minha mente que a misericórdia de Jesus não foi ensinada tampouco absorvida por tantos e tantos que comentem essas práticas.

O que falta é uma absorção da mente de Cristo nas nossas vidas, onde para sermos imitadores deviamos perdoar, assim como ele perdoou aquela mulher, e acima de tudo compreender e orientar as pessoas que comentem erros a não mais faze-los, e assim através dos exemplos que a palavra Deus nos traz, ter um arrependimento verdadeiro, buscando uma comunhão sincera com o Senhor.

O neo farisaísmo é uma cultura extremista intolerante, onde nota-se um interesse na condutas das pessoas para que qualquer falhar que aconteça esta pessoas esteja nos gabinetes para serem doutrinados segundo os costumes de cada congregação.

As práticas do farisaísmo ao invés de mostrar benignidade de Cristo, revoltam e afastam as pessoas da casa do Deus, pois muitas vezes as pessoas se sentem acoadas em se aconselhar com os pastores, por medo de represáleas ou até mesmo que seus problemas sejam expostos a igreja de maneira vexatória.

Para concluir, essas práticas devem ser combatidas através do poder da oração, e do conhecimento da palavra de Deus, logo uma pessoa instruída sabe que a graça e a misericórdia do Senhor é superior a qualquer costume ou farisaísmo que por ela sobrevier.

Sejamos Santos na conduta e prática do evangelho, aprendamos a ter a mentalidade de Cristo para sermos cada vez mais parecidos com o nosso Mestre e Senhor.

Fiquem na graça, na paz do Senhor Jesus.

Rg Fernandes.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário