quinta-feira, 28 de julho de 2011

Nós não mudamos por conhecer a Cristo ou somos rebeldes no Evangelho?


Hoje, estamos nas ruas em grandes quantidades, somos milhares porque não dizer bilhões, mas o interessante é que mudamos a aparência, usamos tatuagens, curtimos rock, surfamos, ralamos um trampo no skate, nos vestimos diferentes, ou iguais a tantos que outros pensam que não somos servos de Deus. Mas o que tem mudado  nessa geração que curte tudo isso? Será que a palavra de Deus é verdadeira em seus corações? Cristo nos libertou ou somos rebeldes dentro do evangelho? Essas questões tentarei dar as respostas, não as corretas mas as que vão dar uma reflexão para a sua vida por meio delas.

É fato que muitos cristãos não mudaram a sua cultura por estarem nas igrejas, porém tomar este tipo de conduta dependendo da congregação pode ser sujeito a uma punição doutrinária. Tenho visto também que esse mesmo povo de cabelo moicano e com maquiagem gótica, tem lido mais a Bíblia, meditado, interpretado, refletido e baseando sua ações na palavra. Esse povo ou tribo tem adorado a Deus em sinceridade, em 2 Coríntios 2:17 dia "Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus". É nessa palavra que venho dizer que  sua sinceridade e comunhão com Deus é que transforma pensamentos que desaprovam o seu jeito, afinal aparentar e não ser, é pior do que ser e não aparentar, pois as pessoas reprovam a aparência e esquecem do coração contrito ao nosso Deus e Senhor.

Mudamos porquê interpretamos a Bíblia de maneira inteligente e percebemos que costumes de homens respeitamos mas não concordamos, pois Cristo nos dá discernimento e somos libertos com uma ressalva, em 1 Coríntios 14:40 nos adverte, "Mas faça-se tudo decentemente e com ordem.".  Quando se estuda a se interpreta e Bíblia, quando se ora, quando se consagra, quando se louva a Deus com toda a sinceridade de seu coração, alcançamos um status de segurança que em Romanos 8:1 diz  "Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.". 

Entendo o Evangelho como a libertação de uma situação certa (a condenação eterna por conta dos nossos pecados) para uma nova expectativa de vida maravilhosa (vida eterna num lugar preparado por Deus), além do que Evangelho ele se adapta a qualquer cultura mas não muda a sua essência, onde Cristo é o Senhor e Salvador de nossas vidas, pois em qualquer lugar do mundo, em qualquer idioma ou dialeto, Deus sempre será  "o Alfa e o Omega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro." segundo Apocalipse 22:13.

Entendo também que muitos que ali estão, serão, e só conhecem a Deus daquela maneira, e só se corrigem diante de uma dura doutrina, porém ao adquirirmos maturidade, fica fácil interpretar a Bíblia o guia prático de vida na terra. 

Mas que a partir de agora, sejamos sensatos em não criticar sem antes entender, ou pelo menos tentar conhecer o Cristão pela sua maneira que aparenta, somos sim adoradores, de corpo, alma e coração, prestando o nosso culto racional ao nosso Deus Soberano.

Deixo todos com a Paz de Cristo.

Rogério Fernandes.

Se toca metal e se ama a Cristo? Então conheça a Demon Hunter.



Demon Hunter é uma banda cristã de metalcore de Seattle, Washington. Demon Hunter é assumidamente cristã e expressa sua fé em todas as suas canções. Criada pelos irmãos Don Clark e Ryan Clark, Embora os irmãos criaram a banda apenas um permanece. Segundo Don Clark ele deixou a banda para cuidar de sua família.No início de 2010, a banda já vendeu mais de meio milhão de álbuns.

A banda tem várias influencias diferentes, incluindo bandas de metal como Pantera, Sepultura, Machine Head e Living Sacrifice, Essas influências são evidentes nas partes mais agressivas de suas músicas. Os momentos melódicos podem ser facilmente comparados as bandas mais "leves" como Killswitch Engage

História
Formação (2002-2003)
Demon Hunter foi concebido inicialmente como uma banda de projeto pelos Clarks, que tocaram juntos anteriormente na Coalesce inicialmente e Neurosis, mas, mais tarde influenciou mais da banda experimental Training For Utopia. Ryan já havia tocado guitarra na banda de hardcore Focal Point, que lançou um álbum em Tooth & Nail / Solid State, quando Ryan ainda estava em sua adolescência.
Demon Hunter apareceu pela primeira vez na This is Solid State, Vol. 3 com a sua primeira música "Through the Black", lançado em fevereiro de 2002. Demon Hunter (Demon Hunter (álbum) Álbum) foi lançado em outubro de 2002, Tooth and Nail Records subsidiária Solid State Records. Ryan e Don escreveu todas as canções, realizou a maioria dos instrumentos (com Ryan cantar como ele tinha em TFU) e contratou Jesse Sprinkle para gravar faixas de bateria.
No começo os membros da banda decidiram esconder ou ocultar suas identidades em fotos e na imprensa. Seus nomes foram revelados, quando eles fizeram sua primeira turnê, que contou com pesos pesados do metal norueguesa Extol e da morte de influência metalcore Youngbloods The Agony Scene, e viu o permanente adição de Jesse Sprinkle na bateria, Jon Dunn no baixo e Kris McCaddon, antes de Embodyment, na guitarra.

Summer of Darkness/The Triptych (2004-2006)
Demon Hunter voltou ao estúdio para gravar seu primeiro álbum completo da segunda, Summer of Darkness, com McCaddon contribuindo, e novamente com Jesse na bateria. Summer of Darkness lojas batida em 04 de maio de 2004, e foi um sucesso modesto, impulsionando o Demon Hunter na cena secular com a adição do vídeo da música "Not Ready to Die", em Ball Headbanger's e da MTV2 Fuse TV, junto com o single "My Heartstrings Come Undone" ser colocado noResident Evil: Apocalypse trilha sonora. O álbum contou com quatro participações vocais, incluindo Mike Williams de The Agony Scene em "Beheaded", Brock Lindow de 36 Crazyfists em "Beauty Through The Eyes Of A Predator", Howard Jones de Killswitch Engage em "Our Faces Fall Apart" e Trevor McNevan de Thousand Foot Krutch em "Coffin Builder".
Demon Hunter pegar a estrada nesse verão com McCaddon de chumbo e de Dunn no baixo, e com nova turnê o baterista Tim "Yogi" Watts, como Jesse Sprinkle não poderia fazer o passeio. Desta vez, Demon Hunter levaram com eles post-hardcore rookies Dead Poetic, juntamente com a banda de metalcore. Post-hardcore da banda grampo, substituiu a pressa do dia, no final da turnê.
Em 2005, Demon Hunter voltou ao composto em Seattle, Washington para gravar seu terceiro álbum, intitulado The Triptych. A palavra "Triptych" gira em torno do conceito de três, como era o terceiro álbum da banda. Incluído no álbum é um cover de Prong canção 's "Snap Your Fingers, Snap Your Neck". Este álbum estreou Watts como substituto permanente Polvilhe sobre a bateria (Jesse tendo ingressado Dead Poetic), bem como a adição de Ethan Luck (The OC Supertones (Guitarra), The Dingees (Bateria) ) como guitarrista principal, substituindo Kris McCaddon. 'O Tríptico foi ainda maior do que Summer of Darkness, vendendo mais que o dobro de muitos registros em sua primeira semana de lançamento de Summer of Darkness tinha. "Undying", foi o primeiro single da banda a partir deste álbum, e também foi feita em um videoclipe dirigido por Chris Sims (As I Lay Dying, Lamb of God, Zao).
Tour Demon Hunter's apenas em 2006 ocorreu durante o verão, com Zao, Tornar-se The Archetype, August Burns Red e Spoken . A banda gravou um vídeo para "One Thousand Apologies", após a turnê acabou com o diretor Darren Doane à frente. O Triptych foi re-lançado em 31 de outubro de 2006 com um DVD que acompanha o álbum, quatro músicas extras adicionados ao álbum original.
O hard rock e heavy metal base, Revolver, publicou uma matéria de capa sobre metal cristão em dezembro de 2006, caracterizando o que a revista chamada "The Holy Alliance": Spencer Chamberlain de Underoath, Ryan Clark de Demon Hunter, Tim Lambesis de As I Lay Dying, e Cory Brandan Putman de Norma Jean.
Demon Hunter entrou no estúdio em junho de 2007 para gravar o álbum completo em quarto lugar,Storm the Gates of Hell, que foi lançado em 6 de novembro de 2007. Solid State lançou três versões do álbum com vários bônus. "Fading Away " foi o primeiro vídeo single do álbum e música. Apesar da popularidade de bandas seculares, eles continuaram a apoiar o underground cena, aparecendo em programas de rádio obscuro. Em 13 de março de 2008, "Carry Me Down" lançado em Ball Headbanger's álbum de música em segundo lugar, e fez sua estreia em televisão em 15 de março no mesmo programa.

Stronger Than Hell Tour (2008-2009)
Em 2008, a banda intitulou o "Stronger Than Hell Tour", que começou em 26 de maio Seattle, Washington. O passeio contou com a recém-reunida antepassados metal cristão Living Sacrifice, cujo vocalista Bruce Fitzhugh foi destaque como vocalista convidado em Storm the Gates of Hell faixa' é intitulado " Dezesseis ". O passeio também incluiu Oh, Sleeper, The Famine e Advent. Esta turnê terminou 05 de julho de 2008, no Festival Cornerstone, em Illinois.
Demon Hunter lançou "45 days", em novembro, uma caixa com dois DVDs e um CD contendo um documentário sobre a banda e seus fãs, um desempenho pró-shot da "Stronger Than Hell" turísticos e uma pontuação nova escrita exclusivamente para o filme junto com duas faixas bônus.
Um álbum ao vivo, intitulado "Live in Nashville", foi lançado em 27 de janeiro de 2009. Inclui 14 músicas de seu show em Nashville, Tennessee, a partir de sua "Stronger Than Hell Tour". O álbum conta com o guitarrista Patrick juiz, que preencheram a sorte em vários dos "Stronger Than Hell" datas devido a compromissos conflitantes Sorte de agendamento como baterista de Relient K.
O juiz também preenchido por Brian Leppke da banda de metalcore Bleeding Through, quando ele foi incapaz de transformar-se para o Thrash and Burn turnê em maio.
Após a conclusão do "Stronger Than Hell" tour, a banda começou a trabalhar para o primeiro relatório anual "Huntour". A mini-turnê estava prevista para 3 noites, entre 12 de agosto e 15 de agosto de 2009 com o apoio de actos Heiress, 7 Horns 7 Eyes, Throwdown Living Sacrifice, The Crucified, The Great Commission, Focused e Faith Snakes.
Em 12 de agosto de 2009 em Seattle, WA em El Corazón Demon Hunter anunciou que Don Clark abandonou a banda para seguir sua carreira de designer gráfico e para estar com sua família. Demon Hunter anunciou também que eles estão voltando em estúdio em outubro para gravar seu próximo álbum. Também foi aprendido que Ethan saiu porque não conseguiu acompanhar a agenda lotada de estar em ambos Demon Hunter.
Em 28 de agosto, Demon Hunter declaração oficial com foto nova banda, afirmando que o juiz Patrick é o substituto permanente para Ethan. No entanto, o comunicado não fez menção de Randy Torres entrar na banda, mas uma fotografia nova banda mostra-lhe com a banda.

The World Is a Thorn (2010)
No final de agosto de 2009, Ryan Clark postou o seguinte sobre o seu quinto álbum de estúdio na página oficial Demon Hunter.
"Neste momento, eu diria que cerca de 90% das músicas tem sido escrito e, provavelmente, cerca de 40% das letras / melodias. Por mais clichê que possa ser para dizer, o álbum promete ser mais pesado, mais rápido e mais agressivo que o anterior material Demon Hunter (e pode haver uma balada ou dois lá dentro para a boa medida). Como sempre, estamos fazendo nosso melhor para manter o som clássico de DH, tudo ao mesmo tempo que introduz algumas idéias novas e excitantes para manter as coisas emocionante. "
A banda começou a trabalhar com o produtor Aaron Gillespie (The Almost, Anberlin), e um misturador Jason Suecof (August Burns Red, Job For A Cowboy, Death Angel) para seu novo álbum.
Em 16 de dezembro de 2009, um substituto oficial para Don Clark foi anunciada em clube de fãs de Demon Hunter exclusivos, The Resistance Santíssima, com o anúncio de Ryan Helm (de The Ascendicate) como o guitarrista da banda novo ritmo permanente. Uma foto de Helm com a banda também foi lançada a TBR.
A banda lançouThe World Is a Thorn em 09 março de 2010. Ele possui características vocais por Dave Peters de Throwdown em " Feel As Though You Could"e Christian Älvestam de Miseration (ex-Scar Symmetry) em "Just Breathe". Björn "Speed" Strid de Soilwork apresenta no único "Collapsing".
A banda se juntou a As I Lay Dying em turnê em março, marcando a primeira vez Demon Hunter nunca fez uma turnê como banda de apoio, em vez de a cabeça de cartaz. Blessthefall e War of Ages foram também sobre o projeto.
Demon Hunter será a atração principal os EUA The World is a Thorn Tour agosto, com Sleeping Giant, Inhale Exhale e uma bala de Pretty Boy de apoio.
Demon Hunter tinha lançado uma antologia de seus três primeiros álbuns intituladaMorte, Destinoem 8 de março de 2011.
Integrantes
Formação Atual
§  Ryan Clark - Vocal

Membros Anteriores

Discografia

Álbuns de estúdio

Ao vivo
§  45 Days (2008)

Singles


Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Demon_Hunter