quarta-feira, 30 de março de 2011

Conheça mais sobre os Góticos Cristãos!



O goticismo é visto freqüentemente com desprezo pela sociedade porque muitas pessoas falsamente o associam com o satanismo, a anarquia, o neopaganismo, rebelião, etc. Existem góticos que são satanistas, anarquistas, e neo-pagões, estes compõem só um pedaço minúsculo do goticismo. Muitas fontes indicam que a maioria dos góticos no mundo é cristã. Cruzes e crucifixos são coisas populares entre góticos. Então, o goticismo é mal?

Em primeiro lugar, o que é goticismo?

Muitos dizem que as pessoas que usam preto, celebram escuridão e a morte, ou freqüentemente estão deprimidas são góticos. Porém, estas coisas não são necessariamente verdades. O goticismo tem suas raízes numa tribo germânica, conhecida como "visigodos" que causaram a queda do Império Romano. Muitos destes visigodos rapidamente abraçavam a Fé Cristã e assim o goticismo nunca esteve sem uma grande porção de crentes tementes a Deus. "Gótico" também se refere à arquitetura Medieval que estava incorporada à construir igrejas e catedrais. O termo era pejorativo e era usado como um insulto ao estilo de construção (que foi reconhecido depois como muito eloqüente e artístico). E também, no século XIX, "gótico" é um rótulo para a escura, tenebrosa, e um tanto misteriosa literatura de autores e poetas como Edgar Allan Poe, Mary Shelley. A subcultura gótica que nós conhecemos hoje foi popularizada nos anos 80 como um agudo contraste ao movimento da discoteca, luminoso e selvagem. O termo "gótico", como nós usamos agora, foi cunhado pelo empresário de uma banda gótica chamada "Siouxsie Sioux", para descrever o som escuro e sombrio da música deles.

Isso expõe outra objeção: o goticismo enfatiza morte, escuridão e sofrimento. Como alguém pode ser um gótico cristão? Ser um gótico cristão não seria ignorar outros fatores como luz, vida, e renascimento?


"Mas o Senhor disse a Samuel: "Não olhes para a sua aparência [...] Porque não como o homem vê é o modo de Deus ver, pois o mero homem vê o que aparece aos olhos, mas quanto ao Senhor, Ele vê o que o coração é."" (I Samuel 16:7)



*Góticos para Cristo:

Soa estranho, traz perguntas e dúvidas e é, no mínimo, curioso. A questão é: A sub-cultura gótica tem uma religião definida? A resposta é: Não! A sub-cultura é laica, portanto não tem nenhuma religião definida. E afinal, porque faríamos parte de uma sub-cultura que nos obriga a seguir a uma determinada regra de comportamento? Há muito tempo as pessoas relacionam o gótico com satanismo ou vampirismo, ou qualquer religião pagã. Diante dessa visão distorcida, também acham que nós estamos querendo lançar os góticos do bem, góticos cristãos. Não estamos aqui para pregar uma religião. Acreditamos em um Deus, e queremos mostrar que é possível acreditar nEle e fazer parte da sub-cultura gótica, já que, como mencionamos, essa não tem um credo pré-definido. E nem queremos inserir uma nova fé, ou ensinar uma nova doutrina. Estamos apenas destacando a possibilidade de se seguir uma outra opção de credo diferente das que são comumente associadas aos góticos, mas de forma a não descaracterizar a sub-cultura, nem agredir a nenhuma religião.

Fonte: http://brutalwarfare.blogspot.com

segunda-feira, 28 de março de 2011

O som primoroso do FRUTO SAGRADO


Fruto Sagrado é uma banda de rock cristão protestante (gospel rock, ou christian rock) brasileira de grande notoriedade no meio musical evangélico (gospel). O auge de seu sucesso se deu durante a década de 90, ao lado de outros grandes grupos musicais do segmento que se destacavam na época como Oficina G3, Novo Som, Catedral, Katsbarnea e Resgate.

A banda nasceu em Niterói, no estado do Rio de Janeiro, em 1988, com o desejo de tocar, de expressar através da música sua relação com Deus e com o mundo à sua volta. O grupo sempre utilizou o rock como base para todas as composições, tendo como característica marcante suas letras. O Fruto Sagrado sempre falou de forma clara e direta sobre temas do cotidiano focando problemas sociais, políticos e existenciais. O nome da banda Fruto Sagrado se baseia nesta passagem do evangelho de João:

Vocês não me escolheram, mas eu os escolhi para irem e darem fruto, fruto que permaneça (João 15:16a NVI).

Ao longo de todos esses anos a banda passou por varias formações. A formação original era composta por Marco Antônio (vocal e baixo), Flávio Amorim (bateria), Marcos Valério (Vocal e Teclados) e Bênlio Bussinguer (Guitarra).

A alguns anos a banda foi formada por Bene Maldonado (guitarras), Marco Antônio (voz) e Sylas Jr (bateria), além de contar com o baixista Francisco Falcon em suas apresentações. A banda acabou de lançar um novo álbum chamado Fruto sagrado 20 Anos. Entretanto, a banda conta agora com Vanjor o novo vocalista, já que Marco Antonio decidiu se dedicar exclusivamente ao ministério pastoral e conta também com Marcos Quarterolli (Baixista) e Daniel Tinco (Tecladista).


Formação Original (1989 - 1999)
Marco Antônio — Vocal, baixo
Bênlio Bussinguer — guitarra, teclado
Flávio Amorim — bateria

Formação atual
Vanjor — Vocal, guitarra
Bene Maldonado — guitarra
Sylas Jr. — bateria

Discografia.:

Fruto Sagrado.
Ano: 1989 (lançamento em LP), 1999 (relançamento em CD)
Gravadora: Bom Pastor (contrato de distribuição) (LP), BV music (CD)

Participação como músico convidado na guitarra de Wagner Junior "Juninho".

Na Contramão do Sistema
Ano: 1993
Gravadora: Gospel Records

Participação Especial: Paulo de Barcellos, na guitarra.

O Que A Gente Faz Fala Muito Mais do Que Só Falar
Ano: 1995
Gravadora: Gospel Records

Participações especiais: Wagner Junior "Juninho" gravou uma das guitarras em "55221" e em "A Missão"; Paulo de Barcellos gravou uma das guitarras em "55221".

Acústico 10 Anos
Ano: 1999
Gravadora: Salmus Produções

Participações especiais: Leonardo Cordeiro, no violão; Carlinhos Félix (na época vocalista da banda Rebanhão), segundo vocal na música Amor de Deus.

O Segredo
Ano: 2001
Gravadora: Top Gospel

Observação: Primeiro álbum após a saída do baterista Flávio Amorim e com a formação Marco Antônio (Marcão), Bênlio Bussinguer, Bene Maldonado e Sylas Jr.

Participação especial: PG (na época vocalista da banda Oficina G3): segundo vocal na música "Novo Mandamento".

O Que na verdade Somos
Ano: 2003
Gravadora: MK Publicitá
Observação: Considerado pela maioria dos fãs como o melhor álbum da banda.

Participações especiais: Amaury Fontenele, fez uma versão remix de "A Sanguessuga", intitulada "A Sanguessuga (heavymix)"; João Alexandre participou da música "O sangue de Abel".
Distorção

Ano: 2005
Gravadora: MK Publicitá
Observação: Primeiro álbum após a saída do tecladista e guitarrista Bênlio Bussinguer (que permanecia na banda deste a sua formação).

Participação Especial: Henri Passos(que também é o assessor de imprensa da banda) fez o Trash vocal na música "Vai Acabar!".

Fruto Sagrado 20 Anos
Ano: 2010
Gravadora: Selo próprio
Observação: Primeiro álbum após a saída do vocalista e principal compositor da banda Marco Antônio (Marcão), que também era o último membro da formação original que ainda permanecia na banda, e a sua substituição por Vanjor.

Se trata de um eletro-acustico que contém apenas 10 musicas, as melhores baladas do Fruto, sendo 2 inédidas e 8 regravações dos álbuns "O que na verdade somos" e "Distorção", sendo lançado em janeiro de 2010.

Clipes:
1993: Pra Acordar
1995: Podridown
1995: Amor de Deus
2003: Não Quero Mais Acordar Assim
2003: O Que Na Verdade Somos
2005: Quanto Tempo Ainda Tenho
2005: Superman

Fonte:  http://pt.wikipedia.org/wiki/Fruto_Sagrado