domingo, 6 de dezembro de 2009

Savior Machine


Procuramos mais informações sobre a banda americana cristã Savior Machine, porém só achamos até o monmento sua discografia. Estamos devendo mas, em breve falaremos mais sobre esta banda. Fiquem na PAZ de Cristo.


Saviour Machine é uma banda cristã de Gothic Metal formada em 1989.

Discografia


1990 - Saviour Machine Demo
1993 - Saviour Machine I
1994 - Saviour Machine II
1996 - Live In Deutschland
1997 - Legend Part I
1998 - Legend Part II
1998 - Behold A Pale Horse
1999 - Massacre Classix Shape Edition
2001 - Synopsis: An Introduction for Saviour Machine
2001 - Legend III:I
2001 - Legend III:I (Limited Edition)
2002 - Live in Deutschland 2002
2006 - Rarities/Revelations
2007 - Legend Part I (Limited Edition 2 CD)
2007 - Legen Part III:II


Videografia
2002 - Live in Deutschland 2002

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Mais empenho no fim de 2009 e começo de 2010!!

Galera a paz do Senhor!!!

O blog ta meio paradinho né? Mas tem um motivo, MONOGRAFIA, to fazendo meu trabalhode conclusão de curso e fiquei meio sem tem, PORÉM pra alegria do Senhor Jesus e conhecimento nosso retomarei a atividades do blog acho que.... Dia 10 de dezembro em paralelo com um projeto que tentarei aplicar na minha igreja.


Fiquem na paz e amo todos em Cristo Jesus.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Banda HB (Holy Bible) goticismo, metal e poesia a serviço do Senhor.



HB é uma banda de metal sinfônico cristão formada em 2002, na cidade de Forssa, Finlândia. Depois de terem lançado sua demo em 2002, HB lançou mais três álbuns: Uskon Puolesta (2003), Enne (2006) eFrozen Inside (2008). A banda também lançou um single chamado Turhaa tärinää? (2004). O segundo álbum da banda - Enne - permaneceu por quatro semanas na 27ª posição do Top 40 da Finlândia.
O som do álbum é similar ao de bandas como Nightwish e Within Temptation. A diferença entre as bandas citadas e HB está primeiramente nas letras, compostas por Antti Niskala e são fortemente espirituais.
O terceiro álbum lançado - Frozen Inside é a versão em inglês do álbum Enne e foi lançado em 23 de abril de 2008. O álbum alcançou a 25ª posição no Top 40 da Finlândia.
Ainda no ano de 2008, a banda tem trabalhado em seu quarto álbum, com lançamento breve, chamado Piikki Lihassa. No MySpace da banda, já se encontra um teaser com as canções do novo álbum e ainda uma faixa inteira (Minä olen).
Da formação original, apenas o baterista Samuel Mäki-Kerttula deixou a banda durante o Maata Näkyvissä Festival, em Novembro de 2007, e foi substituído por Markus Malin.
O que posso dizer da banda HB, é que a sincronia da palavra de Deus com o metal, Fazendo assim uma harmonia musical impressionante, seugri a todos que gostam de metal, ouvir esta banda pois, mesmo com o som distorcidos, a aquele vozeirão da Johanna, podemos dizer que a banda serve muite bem a Deus.
Menbros:
  • Johanna Aaltonen - Vocals
  • Antti Niskala - Piano
  • Markus Malin - Drums
  • Janne Karhunen - Guitar
  • Sofia - Guitar

Fonte: www.wikipedia.com

sábado, 14 de março de 2009

Iron Maiden, Korn, Raimundos... Roqueiros de Deus ou do diabo?





Roqueiros, como o baterista do Iron Maiden, antes idolatrados por multidões de fãs, agora cultuam a Jesus Cristo. Nico McBrain, baterista do Iron Maiden: “Um dos maiores truques do Diabo é fazer você acreditar que ele não existe”
A banda inglesa Iron Maiden, que estourou nos anos 80 com o estilo Heavy Metal de fazer rock, desembarca no Brasil na próxima quinta-feira, dia 12, para se apresentar pela turnê Somewhere Back In Time. O grupo, precursor do estilo e considerado um dos melhores do gênero, conta novamente com a sua formação original. A popularidade entre os roqueiros se deu através de sua maneira única de soar em canções, letras e capas de discos. O nome “Iron Maiden” é inspirado em um instrumento de tortura medieval, o qual se acha representado no filme O Homem da Máscara de Ferro. Suas letras exploram temas que vão do ocultismo a lendas, filmes, histórias de assassinatos, o escuro e a simbologia do número 666. Além disso, as capas dos álbuns são singulares, pois exibem sempre o mascote da banda, Ed, um morto vivo, em cenas sugestivas aos temas de cada disco.
Diante dessa atmosfera “pesada”, seria possível pensar em algum espaço para manifestações cristãs? Olhos e ouvidos voltados para Deus? Sim! O baterista da banda, Nico McBrain, é um exemplo de músicos de rock bem sucedidos, com carreiras mundialmente consolidadas e que, ao longo de suas vidas, se converteram ao cristianismo. Chocante? Inesperado? Talvez nem tanto. Ele próprio afirma que quando alguém se torna cristão, não está livre do pecado, mas deve buscar ao máximo uma vida longe deste mal.
A pergunta mais comum feita ao baterista é: Como você pode tocar em um grupo que apresenta uma canção chamada Number of the Beast (Número da Besta)? Nico afirma que a canção é sobre uma história que se encontra no livro das Revelações. “Um dos maiores truques do Diabo é fazer você acreditar que ele não existe”, justifica o baterista.
Nico McBrain é um exemplo incrível de conversão de músicos que, pela própria natureza da profissão, lidam com uma série de fatores que muitas vezes os afastam de uma vida ao lado de Deus. Shows, fãs, turnês exaustivas e o universo das drogas e comportamentos promíscuos, muitas vezes associados ao estilo de vida no rock.
Muito conhecidos na história da música mundial e, especialmente do rock, são os casos de músicos que acabam deixando a vida precocemente de forma conturbada e perturbadora. O líder do grupo Nirvana, Kurt Cobain, no dia 5 de abril de 1994, atirou na própria boca e deixou o mundo com uma filha ainda criança. Sua carreira foi marcada por um sucesso meteórico, desgastes emocionais, depressão, drogas e, em particular, o vício pela heroína.






Mais conversões no rock - Felizmente, ainda é possível citar outros casos de músicos do rock que, como Nico McBrain, seguiram o caminho da salvação física e espiritual a partir do contato com os valores cristãos.
Brian Welch, ex-guitarrista do grupo Korn, é um outro bom exemplo de roqueiro convertido. No final de 2008, ele lançou o seu primeiro disco solo, Save Me From Myself. No álbum, o músico aborda questões particulares da sua vida como a luta para deixar as drogas, os motivos que o levaram a sair da banda e seu encontro com Deus.
No Brasil, temos a surpreendente história do músico Rodolfo Abrantes, ex-vocalista da banda de hard-core Raimundos. No auge de sua carreira, o roqueiro sentiu o vazio em que vivia e se converteu. “Estava sozinho, morando em São Paulo, com uma vida louca, trezentas namoradas por aí, drogas a valer, balada todos os dias, fãs de montão, disco de platina, dinheiro na conta, agenda lotada de shows, mas completamente infeliz”, relata o cantor.
Em 2006, já convertido, Rodolfo lançou seu primeiro disco voltado para Deus, Santidade ao Senhor. Além disso, ministra cultos na igreja Bola de Neve Church e viaja junto de sua mulher para pregar a Palavra. “Quer ter vitória? Anda no caminho do Senhor, obedeça, leia a Bíblia e siga seus conselhos. Hoje não bebo, não é porque não possa, é porque não quero. Quero ter comunhão com o Pai”, aconselha o músico.
A exótica e mística Baby do Brasil - ex-Baby Consuelo e ex-integrante do grupo Novos Baianos - também impactou a muitos com sua conversão nos anos 90, recebendo, inclusive, muitas críticas. A estas, a cantora responde em uma de suas músicas: “E não importa o que vão pensar de mim. Eu quero é Deus. Eu quero é Deus.”
Escrito por: Joanna Brandão ( cristianismo hoje)

domingo, 1 de fevereiro de 2009

JumpStyle chegando no Brasil arrasando!!!!


Quem não viu aquele comercial da Olimpikus, de um monte de gente pulando sincronizadamente?

Fomos pesquisar o que é aquela parada e descobrimos um estilo de dança livre muito legal o JUMPSTYLE!!!

Mas o que é o jumpstyle?

O "Jumpstyle" é uma dança e um genêro musical praticado principalmente na Europa, especialmente nos Países Baixos, Bélgica, Alemanha, e norte da França. A dança também é chamada de Jumpen (palavra inglesa Jump + sufixo holandês -en que significa "pular", ou "pulando"). O Jumpstyle surgiu em 1997 na Bélgica.

Como se pratica?


A dança moderna associada com o Jump, evoluiu a partir do Hakken-dance (conhecida como Garber, popular nos anos 90). O Jump moderno também é chamado de Skien. A performace com mais de uma pessoa é a mais popular. As pernas são as partes do corpo mais importante no Jumpstyle. É realizado através de uma série de oscilações com as pernas, para frente e para trás no ritmo da música. Um dos modos mais simpes de dançar Jumpstyle pode ser da seguinte maneira:
  • O dançarino agita sua perna direita duas vezes para frente. O pé tem que estar na mesma altura que o joelho.
  • O dançarino então levanta sua perna esquerda.
  • Em seguida, jogue sua perna esquerda para trás. O pé tem que estar na mesma altura que o joelho, igual na etapa inicial.
  • Coloque a perna esquerda no chão e na frente o pé direito.
  • Repita isso.
Os passos mais difícies incluem voltas e assim por diante.

Pra quem é fera usa...

Jumpstyle pode ser realizadas de várias formas:
  • Oldskool jump: Foi com base nesse primeiro movimento que a dança recebeu o nome de Skien. Mais tarde surgiu um certo padrão que foi uma combnação de chutes pra frente e para trás em cima da Base, e mais tarde, vieram alguns movimentos como giros.
  • Tekstyle: Tekstyle é uma 'fusão' de jumpstyle com hardstyle; tem uma base diferenciada das demais e muitos giros usando apenas uma das pernas. Dançarinos mais conservadores não a encaram como parte do Jumpstyle.
  • Hardjump: É a variação mais difícil do Jumpstyle. A etapa básica é diferente dos outros e os saltos são mais forte em direção ao chão.
  • Freestyle: Nesse tipo de estilo, o Jumpstyle vira qualquer tipo de variação. Como não há restrições específicas, geralmente há uma mistura de oldskool jump e tekstyle. É diferenciado do Tekstyle porque não usa músicas Tek francês.
  • Duojump: Jumping com dois (ou mais) pessoas ao mesmo tempo. Geralmente, os dois dançarinos têm praticado a rotina antes de apresentarem.
  • Starstyle: Este estilo é dançado à uma longa distância em horizontal.

E no Brasil?

O Jumpstyle vem com força total com o apoio da Olimpikus fabricante de tênis esportivo, que além de promove seus produtos deu uma força pra promover este estilo de dança muito LOKO.

Quem quiser começar aprender essa parada muito loka, tem um video tutorial com os primeiros passos!!! BOA SORTE.



Para saber mais.

Site da Olimpikus:

Blog brasileiro oficial:


Site americano especializado em Jumpstyle:

Fonte:





sábado, 24 de janeiro de 2009

Rodolfo Abrantes - A revolução Cristã do ex-Raimundos.


Rodolfo Gonçalves Leite de Abrantes (SobradinhoDistrito Federal20 de setembro de 1972) é um cantor de música gospel e guitarrista brasileiro. Ele foi vocalista das bandas Rodox e Raimundos e hoje possui um trabalho solo. Cristão evangélico da Igreja Bola de Neve, onde é missionário, já foi um ícone da juventude através da banda Raimundos a melhor banda de rock na época, que teve seu apogeu com o disco duplo Raimundos MTV ao vivo.

Seu testemunho é um dos mais impressionantes e edificantes que já escutei, onde sua conversão veio através de sua esposa, com cultos no lar através daquelas "irmãs chatas", como ele mesmo diz.

Sua conversão foi algo impressionante, e sua dedicação a Deus tem abençoado várias pessoas onde passa.

Para saber mais do "ex maior maconheiro do mundo" como ele se intitulava, hoje este homem de Deus vem mostrando que acima de tudo ser Cristão é muito louco. Segue os links com a sua biografia básica, e o seu testemunho gravado em um culto em uma Igreja de Santa Catarina.

Biografia:

Testemunho:

Fontes:
www.wikipedia.org

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Góticos X Góticos Cristãos




Por acaso você já viu um pessoal que se veste todo de preto, geralmente maquiado com olhos escuros e pele pálida e que são conhecidos por visitarem cemitérios à noite? Eles são chamados de góticos e costumam vagar pelas grandes metrópoles do Brasil assustando as pessoas mais conservadoras com seu visual pesado e sombrio.
O estilo gótico surgiu na cena pós-punk dos anos 80 com bandas comoJoy DivisionThe Sisters of MercyBauhaus, Siouxsie and the Banshees,The Cure entre outras. O termo gótico define um estilo arquitetônico medieval de igrejas dos séculos 12 a 15 na Europa. Durante a Idade Média, a invasão de povos bárbaros influenciou a arte européia com imagens de monstros como as gárgulas e os vampiros, por exemplo. Daí os góticos tiraram o gosto pelo sinistro e uniram ao ideal romântico de viver a vida – o sofrimento por amor, o interesse pelo além etc.
Para Javier Muniain, 17, que tem o estranho apelido de "Anjo em Pranto", o gótico é uma cultura. "Não é algo fechado. Cada gótico tem sua idéia do que é ser gótico", diz. Ele mesmo é um integrante desta tribo e explica que os góticos adoram literatura, artes plásticas, música e cinema. Ele quer ser cineasta, estuda teatro e tem uma vida como qualquer outro garoto da sua idade – estuda, namora, freqüenta baladas góticas com os amigos. É claro, que tudo em sua vida está muito ligado à um mundo de trevas. Lembra do Batman? O visual gótico é como o das histórias deste herói – cidades escuras, pessoas atormentadas e um mundo de fantasias que faz a gente ter medo da própria sombra. Segundo Javier, o rótulos são uma limitação e a personalidade da pessoa não é influenciada pelo pensamento gótico, mas ao contrário – pessoas que já tem uma inclinação para gostar de coisas mórbidas é que se identificam com o mundo gótico.
Elen Cristina de Souza, 17, também acredita que o mundo gótico acolhe pessoas que já se sentem "diferentes". "É um estilo especial de viver, uma filosofia diferente, um mundo mais romântico", diz. Elen, que só sai depois das 20 horas, explica o interesse que muitos góticos têm por cemitérios (eles pulam os muros de madrugada e muitas vezes são pegos pela polícia): "É um lugar calmo para refletir sobre a vida onde as pessoas conversam, bebem vinho e, às vezes, fazem amor".
Muitas pessoas acham que os góticos incentivam o suicídio, mas, para Elen, suicidar-se nada tem a ver com ser gótico, mas com ter problemas e querer fugir deles. Ela diz que já pensou em suicídio por causa de uma crise de depressão – doença muito comum entre adolescentes – e não por conta da filosofia de sua tribo. Elen, como a maioria dos góticos de São Paulo, freqüenta o Madame Satã – bar de São Paulo onde todo mundo costuma dançar sozinho virado para a parede como forma de introspecção.
Um lugar ótimo para conhecer gente diferente e encontrar pessoas que pensam como você, é a Internet. Muitos góticos têm blogs e sites o que facilita o encontro e a comunicação entre eles. Ana Lúcia, 20, é uma gótica escritora e fotógrafa que tem dois blogs o Câmara Obscura e o Goth."A Internet é um tremendo espaço para colocar suas idéias e falar sobre cultura", explica Ana. E, além disso, é grátis! Todo mundo pode ter seu site e seu blog e trocar informações e conhecer gente.
Ana não anda sempre vestida "à caráter" - com roupas escuras e maquiagem pesada. Ela explica que teve de se adaptar ao mundo: "No trabalho, por exemplo, não dá para ir vestida assim". Ana estuda jornalismo e já faz fotos no melhor estilo gótico.
Jogos de RPG costumam instigar esse lado fantasioso dos góticos porque assim eles podem viver um personagem, ser alguém diferente. Segundo Ana,esse jogo "abre campo para a imaginação das pessoas".
Parece que para todos os góticos entrevistados, o visual importa bastante, mas ao contrário do que a maioria das pessoas costumam pensar, ele é apenas uma maneira de exteriorizar o que esse pessoal tem dentro de si. Usar roupas escuras, usar maquiagem e agir de um jeito "meio estranho", como diz Ana, é só uma maneira de a pessoa expressar melhor ao mundo quem é de verdade.
Todos eles se tornaram góticos não porque o visual os atraiu, mas porque já se sentiam diferentes e acabaram achando gente que pensava como eles.

Texto original de Ana Cândida

O que é um gótico cristão?
“O povo que andava em trevas, viu uma grande luz, e sobre os que habitavam na região da sombra da morte resplandeceu a luz." Isaías 9:2

            A menos que você tenha se escondido debaixo de uma pedra nos últimos dois milênios, você provavelmente sabe o que são cristãos, e provavelmente sabe o que são góticos. Mas agora que você encontrou este site, e ficou olhando o título por uma hora, e finalmente, com uma expressão tola, exclamou: “Que que é Gótico por Cristo?” Sorte sua  que eu escrevi um artigo explicando isso. [nota do tradutor: e eu traduzi... mwhauhauah]

Goticismo e Religião
            Antes de tudo, vamos estabelecer umas coisinhas...
            1) Goticismo não é uma religião, e não há um credo para todos os góticos.
            2) Goticismo é estilo de vida amoral (nem certo, nem errado) que é compatível com qualquer religião do mundo.
            Sim, eu sei de góticos ateus, agnósticos, pagãos, e  satanistas, mas eles representam uma minoria do “domínio gótico” [da cena]. Eu também sei de góticos cristãos, judeus, mulçumanos, hindus, católicos, etc. Góticos ainda podem se vestir de preto, escrever poesia e ouvir música gótica enquanto continuam com seus credos pessoais.
            Ser depressivo ou suicida não faz de ninguém um gótico. O “gótico” que pensa que isso é o que faz dele ou dela gótico, é um poser. Ele ou ela perdeu o real espírito do goticismo. Goticismo é simplesmente encontrar beleza na vida – incluindo nas áreas em que as pessoas não querem encontrar beleza, como na morte, dor, etc. Isso normalmente inclui, mas nem sempre, vestir preto ou ser artístico.
            Não há nada de imoral ou louco em ser um gótico, mas os góticos têm esses estereótipo [de imoral e louco] por causa dos carnais medos da morte ou do “escuro” do homem. De fato, os góticos cristãos são normalmente os mais góticos, porque eles se focam no aspecto intelectual do goticismo, ao invés de chocar os valores com tatuagens e piercings e, ou, se declarando homossexuais.

O que é goticismo?
            Um companheiro gótico providenciou uma lista do que é ser um gótico, que pode ajudar no seu entendimento do que o termo gótico significa:
              Você sente a necessidade de passar um bom tempo criando coisas (música, arte, poesia, filosofia, contos e etc).
              Seus esforços criativos são, normalmente, descritos como negros, chocantes, amedrontadores, mórbidos ou “apenas” estranhos.
              Você gosta de museus e centro culturais.
              Você entende e gosta de Shakespeare, Shelley, Browning [ou, para os brasileiros, Álvares de Azevedo, Augusto dos Anjos, entre tantos outros] os muitos outros autores com obras similares sem ter que ler as notas de rodapés.
              Você sabe a diferença entre niilismo e existencialismo, mesmo que não viva por nenhum deles.
              Você gosta de música de todos os tipos, contanto que tenha o “conteúdo” que você tanto gosta.
              Você é uma pessoa muito sensual (atento as cores, texturas, sons, sabores e fragrâncias).
              Você não entende porque as pessoas perdem tanto tempo assistindo TV.
              Você não se sente confortável em parecer como todos as outras pessoas que você conhece.
             Você se sente confortável em ser você mesmo, mesmo que ninguém ao seu reder tenha algo em comum com você.
              Você imagina o “por quê” muito, e vem sempre com respostas interessantes.
              Você imagina “como” muito, e normalmente descobre por si só.
              Você não simplesmente rejeita algo só porque não o compreende.
              Você baseia suas opiniões nas pessoas em como elas são e em como elas agem, ao invés de em como elas parecem ser.
             Você não tem medo do desconhecido.
             Você não tem medo do escuro.
            Você teme a mediocridade.*

            Eu peço para que este artigo tenha ajudado a você num melhor entendimento e apreço pela sub-cultura gótica e no que significa ser cristão e gótico.

            Com amor no sangue de Cristo,
Fonte: br.geocities.com/wellgotica/OQueeumGoticoCristao.doc

Apresentação



Galera estamos entrando no ar, para abrir a mente das pessoas em relação a nossos gostos e estilos, quem não foi chamado de doido, só porque usa um pretinho básico, ou porque gosta de um rockzinho? Além de que ser Cristão Jovem e não poder curtir uma baladinha com os amigos da igreja é bronca né?

Sabendo que a imposição de gostos de nossos pais, em relação a nossa formação RELIGIOSA, implica muito até mesmo no afastamento de muito jovens da igrejas, a DOUTRINA de estatuto e costumes são muito conflitantes, e por que não dizer arcaicas, porque há muita diferença entre o rock de Elvis e Oficina G3 (pelo amor de Deus nada contra Pra quem gosta o negócio aqui é a diferença do mesmo ritmo em relação ao tempo) . A evolução dos ritmos e até do pensamento humano muda sempre com o tempo.

Ser Jovem e Cristão nesses últimos 20 anos tem sido um desafio para muitos, por conta de pressão de todos os lados, isso faz com que estajamos sujeitos a muitas mudanças, e porque não adaptar o evangelho ao nosso mundo, sem perder a base?

Cultura X Religião.

Nossos pais não deviam reclamar muito das nossas opções de estilo, nem de gosto, pois o som que eles curtiam era Beatles e Rolling Stones, muitos eram do movimento paz e amor, sexo livre e por aí vai, mas graças a Deus mesmo com toda essa "boa" música e liberdade de pensamento,  o Senhor os conquistaram. Então porque muitos proíbem, nossa maneira "moderninha" de nos expressar? Nossa adoração a Deus, vai além do que vestimos ou o que escutamos. Bem, com certeza um dia nós iremos empombar  com os nossos filhos pelas mesmas questões e só Deus sabe o futuro da música dos estilos daqui pra lá.

Este espaço tem a finalidade de você se identificar, se expressar e quem não conhece "potoca" de nada de adolescentes e jovens das igrejas. Começar a compreender que ser cristão é muito "LOKO", que BOLA DE NEVE é nome de igreja, e que Rodolfo Abrantes era vocalista do Raimundos. Partindo de uma idéia muito recente pelo menos 20 anos atrás queria começar falando do movimento GÓTICO. Quem pensar que gótico é um bando de "mané" ou "urubus" que andam de preto o tempo inteiro estão muito enganados.

Não defendemos nenhum estilo ou cultura do tipo, mas conhecer e saber que tem cristãos e que tem músicas evangélicas adptadas para este tipo de movimento, é bom postarem opniões sobre o texto.

Afinal somos nós que vivemos estas coisas, então nada melhor que nós mesmos pra explicar o que nós fazemos.